quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Sobre a Vida




Refletindo sobre o que a vida realmente é: uma dádiva da natureza. Para aqueles que acreditam num Ser que a tudo antecede, e que criou a própria natureza, ela é uma dádiva desse Ente. Mas uma dádiva da qual dispomos por apenas algum tempo, sobre a duração da qual não temos a menor ciência e nos é dado apenas o prazer de usufruí-la. Algumas pessoas podem aproveitá-la por mais tempo do que outras, mas todos teremos que deixá-la um dia. Não há exceção e a vida é uma só, não se justifica desperdiçá-la. Alguns, como eu, não enxergam a vida como exercício para um devir, uma passagem para o além, mas como um fim em si mesmo. Todos nossos recursos mentais e organizacionais devem ser voltados para o bem estar e a saúde da vida terrena. Neste caso, egotismo deixa de ser condenável, passa a ser uma virtude. Uma existência hígida, honesta e ativa deve ser o escopo de todas nossas ações. Portanto, num período tão curto seria no mínimo trágico deixar que nossas mentes sejam tomadas pelo veneno das amarguras e da ira. Tais armadilhas desviam nossa energia da finalidade última que é aproveitar melhor nossas vidas e torná-la construtiva, não só para nosso deleite, mas contribuindo para tornar a passagem dos outros pelo Planeta, algo agradável também. A vida se justifica plenamente se vivermos com a mente aberta e atentarmos para o direito que todos têm de viver a seu modo. Não nos é dado o poder de sermos donos da verdade, mas, sim, apenas a faculdade de sermos felizes, e isto é o suficiente. Quando nos formos, o valor de nossas vidas individuais será calculado pelo bem que tenhamos feito aos demais seres enquanto partilhamos este Planetinha azul, e não pelos bens materiais que tenhamos acumulado. JAIR, Floripa, 16/10/11.

12 comentários:

Tais Luso disse...

Pois é, Jair, também penso que temos uma vida e a ser vivida aqui. Sobre outra, de nada sei, portanto a canalização da generosidade, da amizade, do amor e do bem que pudermos fazer é aqui e agora. Tudo o que fizermos reverterá a nosso favor e aos que nos rodeiam. A vida é o bem maior que recebemos e temos como obrigação lutarmos pela felicidade.

Grande abraço.
Tais

Leonel disse...

Sábias reflexões sobre a vida!
Somos apenas células de um organismo chamado humanidade, e assim, como foi citado, nossa contribuição deve ser contabiizada pelo que doamos ao todo!
Nesse contexto, nossa individualidade perde seu sentido...
Excelente post, Jair!

R. R. Barcellos disse...

É gratificante ver que crenças divergentes sobre assuntos transcendentais conduzem pessoas de bem às mesmas atitudes perante o viver. Pena que tanta gente estrague suas vidas discutindo motivações ao invés de buscarem resultados.
Abraços, amigo.
PS: Você notará que falta, na imagem de rosto do Sete Ramos, o seu livro. Ele está emprestado, e será devidamente entronizado no futuro.

MARILENE disse...

Grande verdade. Mesmo tendo concepção diversa, no tocante à continuidade da vida, suas ponderações têm excelência. De toda forma, vida é vida e sua efemeridade é indiscutível. Assim, para que acumular bens se não são utilizados de forma "bendita"? A partilha, o bem comum, a preocupação com o outro, o respeito, a dignidade... devem ser demonstrados aqui.

Bjs.

Mistérios, Magias ou Milagres. disse...

A Vida é um presente que Deus deu aos seus filhos queridos e Deus espera que este presente seja recebido com muita alegria.
Tudo que pensamos e sentimos volta a nós na mesma medida. Inteligente reflexão, mas não podemos esquecer que o nosso Espirito é Imortal ele vive muito além da própria Vida.
Parabens voce é um Mestre na escrita.
Abraços: Heudes.

Professor Alexandre disse...

Ótimo texto que incita a reflexão necessária sobre a importancia de uma vida 'bem' vivida!
Parabéns...

Abraços!

Daniela disse...

Lindo texto e exemplo!! Eu te admiro muito como enxerga a vida, como a vive, e principalmente como transmite todo o conhecimento que você adquire dela!! E que são inúmeros!!!

Arraes disse...

Talento robusto!

Maria disse...

Jair, a vida é um dom que nos foi concedido e infelizmente muitas pessoas apenas passam pela vida não a vivem, esquecem que fazemos todos parte de um Todo.
Beijinhos
Maria

Attico CHASSOT disse...

Meu caro Jair,
o que é a vida? Esta pergunta embala os humanos a milênios. Na tradição judaico-cristã talvez ao interrogação primeira tenha surgido quando Caim vê Abel inerte. Hoje ela esta presente em diferentes dimensões nas discussões religiosas, filosófica, científica e mesmo no vitalismo ainda reminiscente no pensamento mágico.
Quando começa a vida de um ser humano? Esta questão tem sido entrave nas experiências com células tronco.
Poderíamos, em cima de tuas trazidas, muito bem posta estender discussões.
Obrigado por fazer-nos (re)pensar posições.
Com estima

attico chassot
http://mestrechassot.blogspot.com

Camila Paulinelli - Centaurus Medical LLC disse...

Olá,

Uma pena nao podermos viver mais. Gosto tanto de viver e tiro proveito tanto da vida, que fico sempre curiosa se nao tem como dar uma esticadinha após seu termino. Felicidade para mim eh o pivô da minha vida. Faço tudo pra roda girar redonda. Beijos da nora,

Tais Luso disse...

Olá, Jair,
Vim curiosa ler esse seu post, mas vi que já havia lido e comentado. Continuo com a mesma ideia, o mesmo pensamento.
Faz tempo...rs