sexta-feira, 7 de agosto de 2009

O ABACAXI


Fruto é o invólucro que envolve e protege a semente, produto da floração. Os frutos têm origem do ovário das flores. Após a fecundação dos óvulos em seu interior, o ovário cresce, acompanhado de uma alteração de seus tecidos provocada pela influência de hormônios vegetais, que atuam na estrutura, consistência, cores e sabores, dando origem ao fruto. Os frutos mantêm-se íntegros protegendo as sementes até, pelo menos, o momento da maturação. Quando as sementes estão prontas para germinar, os frutos amadurecem, e podem se abrir ou cair ao solo, liberando as sementes, ou tornam-se atrativos para serem ingeridos por animais, que as depositarão após estas passarem por seu aparelho digestivo. Assim, vegetais superiores que se reproduzem por sementes e cumprem todas as etapas de floração, fecundação e desenvolvimento de sementes, produzem frutos, exemplos: coqueiros, laranjeiras, figueiras, jaqueiras, tomateiros, berinjeleiras, caquizeiros, etc. Alguns frutos, entretanto, são chamados de legumes, tais como; pepino, chuchu, tomate, berinjela etc, não há uma linha divisória exata que defina o que é um legume. Já, fruta é uma designação genérica de todos os frutos e inflorescências usadas como alimentação, geralmente “in natura” exemplo: coco, laranja, cereja, manga, morango, abacaxi etc. Lembrando que inflorescência é uma espiga formada de flores completas. Deu para entender? O abacaxi, assim como também o morango, não é um fruto em termos biológicos, não tem as características que o definem como um fruto, não é produzido por uma planta superior que gera sementes. O abacaxi é uma inflorescência de flores extremamente juntas aderidas a um eixo central, e é uma fruta, aliás, certas variedades de abacaxi são excelentes frutas. Não seria uma sandice afirmar que o abacaxi é um cacho de flores. Também é, por estranho que possa parecer, uma bromélia. Sim, meus caros amantes e colecionadores dessas lindas plantas, o abacaxi é uma ilustre espécie da família das bromeliáceas. Embora haja botânicos que situam a origem do vegetal na África e até na Oceania, não há dúvida que o abacaxi é oriundo da América, pois já era cultivado pelos indígenas em extensas regiões do Novo Mundo, antes do descobrimento. Como só existem variedades selvagens aqui nas Américas fica claro que é daqui que o abacaxi se espalhou pelo mundo tropical e semitropical. Origina-se da América do sul e, ao que parece, do sul do Brasil. Provavelmente, as atuais variedades cultivadas descendem de abacaxizeiros selvagens aqui existentes. Não se sabe, todavia, quando, onde e como essa domesticação se verificou, mas, a 4 de novembro de 1493, Colombo e seus marinheiros descobriram o abacaxizeiro na ilhas Guadalupe, nas Pequenas Antilhas. As espécies selvagens de abacaxis e suas variedades principais são: Ananaí-da-amazônia, ananás-branco-do-mato, ananás-vermelho-do-mato, curauá-da-amazônia, existem, também, algumas variedades que dão uma fruta não maior que seis ou sete centímetros e são excelentes para decoração. Todos têm as margens das folhas armadas de espinhos, exceto a última, nas quais, praticamente, só existe um acúleo terminal. Essa fruta não tem casca propriamente, possui uma superfície rugosa que deve ser retirada para consumo. O que pode ser chamada casca do abacaxi é formada pela reunião das brácteas e sépalas das flores que o formam. Logo abaixo da “casca”, inseridos na periferia de depressões em forma de taça, podem ser encontrados restos de pétalas e de estames, enquanto de cada uma dessas depressões aparece um vestígio de estilete. É exatamente esse estilete que pinica a língua de quem não toma o cuidado de retirar a casca da fruta de maneira apropriada. Talvez, pelo fato de o abacaxi possuir essa espécie de casca difícil de retirar, no Brasil é comum designar-se como ABACAXI um problema espinhoso ou complicado de resolver. Quando maduro o abacaxi apresenta sabor muito ácido e muitas vezes adocicado. É rico em vitaminas C", B1, B6, ferro, magnésio e fibras. Devido sua beleza e existência da coroa, o abacaxi é conhecido como rei das frutas. Além da polpa, a casca e o miolo do abacaxi podem ser utilizados para a produção de sucos. Previne dores de garganta e resfriados e é bom para a circulação por conter a enzima bromelina. Servindo também como tempero para amaciar carnes. O abacaxi pode ser consumido in natura, industrializado sob a forma de geléia, vinho, cristalizado, passa, licor. Ao comprá-lo é bom observar se as folhas da coroa não estão secas nem murchas, se o cheiro está bom e não existem manchas, e a melhor forma de comprovar se está bem maduro é puxar uma folha da coroa, esta saindo com facilidade está bom para consumo. O melhor período de safra compreende o mês de dezembro a janeiro. No Brasil, são cultivadas várias espécies, como o abacaxi amarelo, porém a que se destaca é a variedade Pérola, de polpa amarelo-pálida, sabor bastante doce, casca esverdeada, mesmo quando maduro e pouca acidez. Os principais países produtores de abacaxi são os Estados Unidos (no Awai), o Brasil, a Malásia, Formosa, México e as Filipinas. Pois é meus leitores, essa fabulosa fruta tão brasileira não deve faltar à mesa de qualquer pessoa, seja ela preocupada com dieta e alimentação saudável ou não. Bom apetite a todos! JAIR, Floripa, 08/07/09.

7 comentários:

Anônimo disse...

Estimado 1S Barbosa.
Gostei do teu texto sobre o abacaxi, bastante elucidatorio sobre esta ao meu ver detestavel planta. Porque detestavel, porque crisci comendo o abacaxi silvestre, que aqui no meu amado Rio Grande de São Pedro é chamado de Ananá, esta coisa devido a sua acides, me deixava na miséria de aftas.Quanto as definições, não creio que metamorfose se aplicaria no caso por ti citado. Legume são frutos das leguminosas, tais como feijão, vagem favas etc... Chuchu, abobrinha beringela são frutos e não deveriam ser chamados de legumes ppois não o são. as verduras obviamente sao verdes, mas no meu intender simples e particular, achedito que o temo hortaliça se aplicaria melhor, obviamente salvo melhor juizo.
Um baita abraço
Fabio

JAIRCLOPES disse...

Caro amigo Fábio. Concordo que a "metamorfose" estava mal colocada e já acertei. Agora, quanto aos legumes, como eu disse lá; "não existe uma linha divisória exata do que seja legume" assim, tanto o feijão que é uma semente e não um fruto pode ser legume, como o pepino ou a berinjela que são frutos também o podem. É assunto aberto ao debate. Abraços, JAIR.

Jaime Latino Ferreira disse...

ABACAXI


( um problema espinhoso ou complicado de resolver )

É um fruto brasileiro
português como o tinteiro
o seu suco ananás
como de copas é Ás

É uma carta do baralho
que descobre um atalho
é língua desfiladeiro
obra de carpinteiro

Para onde quer que tu vás
abacaxi não tem más
recordações eu me valho
de seu suco eu não ralho

Ai ananás meu armeiro
poética que me trás
não te escuses eu não falho
és meu fruto e meu esteiro


Caro Cordeiro Lopes,

Ainda não consegui pôr-me a seguir o Seu blogue conforme Lhe escrevi em resposta ao comentário que me deixou no meu blogue.

Mas aqui fica, reconhecido, uma atenção


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 9 de Agosto de 2009

Luísa N. disse...

Completo esse seu texto sobre o abacaxi! Gostei muito!!!

Jorge disse...

Gosto dessa fruta independente de ela ser um cacho de flores ou não. Gostei do texto, muito elucidativo.

Adami Frutas disse...

Olá!
Confira:
http://comamaisfruta.blogspot.com/

Obrigada,
Anna

GMC-LUANDA disse...

Caros Senhores
Li na excelentr matéria publicada que "há plantas de abacaxi" que dão "frutos com cerca de 6 a 7 cmts" e são muito apreciados em "decoração". Seria possível darem-me indicações sobre "onde" posso ver fotografias desses "frutos decorativos"? E também, onde poderei encontrar (endereços e contactos, se possível) material vegetativo para a sua reprodução (plantação)?
Grantos pela ajuda que possam prestar, ficarei aguardando respostas para o meu e-mail: gualtermoraescastro@gmail.com.
Gualter Castro