quarta-feira, 2 de setembro de 2009

A QUARTA DIMENSÃO


Ao contrário do que possa parecer, antes de ser considerado recurso literário vazio, ou expressão de efeito para ilustrar conversa pseudo científica, a quarta dimensão é uma realidade, é um fato incontestável. Imaginemos um objeto qualquer definido dentro das três dimensões clássicas, altura, largura e profundidade, mas sem duração, sem o intervalo de tempo que determine seu início e término; o mesmo se aplica a um evento também, é impossível imaginar a vida sem nascimento e sem morte no final, por exemplo. Ao se considerar um ser que não passou pela vida tempo algum, não se pode afirmar que viveu, portanto, nunca existiu. Se não começa e não termina, não existe. Tão óbvia é esta afirmação que é difícil até concebê-la. Sejam eventos ou coisas, não há possibilidade de existirem sem duração, portanto, o tempo é uma dimensão fundamental na existência de coisas ou eventos, ainda que, admissível, em tese, coisas com apenas duas dimensões como um desenho no papel, onde a profundidade não tem importância, só sendo consideradas largura e altura. Esse mesmo desenho para existir tem que ter intervalo entre o momento de sua criação até o dia em que for apagado ou destruído de outra maneira, daí podermos afirmar que a quarta dimensão, o TEMPO, é até mais importante que as outras. O TEMPO é, sem qualquer possibilidade de contestação, a quarta dimensão da totalidade das coisas, já que sem duração, sem o intervalo entre o “Big bang” e o fim dos tempos, o universo, na prática, passa a ser uma impossibilidade. JAIR, Floripa, 03/09/09.

9 comentários:

J. Carlos disse...

Mais uma vez o tempo desponta num texto enxuto e convincente, como o são todos teus escritos. Continue escrevendo sobre esse tema tão instigante que não se esgota nunca.

angela disse...

Interessante seu texto. Sabe que a revista rimestral da Usp foi ineira sobre ese tem: o tempo, na optica da fisica, da quimica, da psicanalise, da filosofia, etc? Acho que você gostara de le-la.
abraços

Ruy disse...

Jair, aí vai um poeminha micro que catei algures no brógue do Solda. Como é sobre o TEMPO, achei que fosse do teu interesse conhecê-lo:

da janela observo
meu tempo passar
de tempos em tempos
ele passa
como se passasse
só por passar
eu passo
passo a passo
passando o tempo
vendo
o tempo passar
SOLDA

Thi Perini disse...

Caaaaaaaaara! Durante a minha adolescência eu pensava muito sobre isso.

Depois tive de começar a pensar nas contas de água, luz e telefone e parei um pouco. Foi uma pena.

Seu post fez reavivar o tesão que eu tinha por tudo isso (na verdade, todos esses posts mais recentes).

Parabéns! Bela matéria!

É a lei do Oeste! disse...

Um exemplo bom para isso é vc pedir pra alguem ir a um supermercado e pegar uma determinada lata em determinada posicao(x,y,z), mas nao dizer quando. E isso pode fazer com que ela chega lá e nao tenha mais nada.

Augusto Ouriques Lopes disse...

Ha teorias sobre o universo que afirmam que o Big bang nao existiu e que o universo nunca morrera. Seus argumentos de certa maneira apontam o contrario. Que se o universo existe ele fatalmente nasceu e acabara um dia. Legal.
Bem, isto se eu entendi seu texto.

Adri disse...

Gostei.... Pensei e agora reflito... O fato de que o tempo hoje existe, quer dizer que um dia foi criado, e Um dia acabara?! O que seria de materias sem o tempo?!

Anônimo disse...

OI !! Tava dando uma passadinha poraqui e achei seu blog muito legal.
Teve um Cientista que deu uma definição sobre a quarta dimensão
Vou deixa aqui se quere dá uma olhadinha

Para Leitura:

http://www.scribd.com/doc/19928247/Teoria-da-Quarta-Dimensao

Para Download

http://www.4shared.com/file/134569926/cf5f4002/Teoria_da_Quarta_Dimenso.html

Falou

Roberto disse...

O tempo já existe como quarta dimensão, senão não existiríamos. Até aí perfeito, o problema é como recria-las em um ambiente. Assim teríamos o tele transporte, entre outras possibilidades.