terça-feira, 1 de dezembro de 2009

MISTÉRIOS DA ÚLTIMA FLOR DO LÁCIO


Confesso que sou fissurado por dicionários, tenho nove. Pelo fato de que gosto de escrever e pretendo não atropelar com muita frequência o vernáculo, e quero tratar com carinho a última flor do Lácio, consulto suas páginas com bastante assiduidade, ou seja, todos os dias. Comumente mais de uma vez por dia. Há tempos me chama atenção nas placas e anúncios de serviços a palavra UNISSEX, às vezes grafada UNISEX. Sei que é uma adaptação, uma espécie de neologismo usado para indicar um serviço ou um objeto que pode ser usado por ambos os sexos, até o Houaiss registra. Contudo, se olharmos com atenção aos dicionários, verificamos que o termo é constituído do prefixo UNI que significa: anteposição latina que se refere a apenas um, único. As palavras, Unicelular, Unicolor, Unicórnio, Unidirecional, Uniforme, Univitelino que se referem a uma célula, uma cor, um chifre, uma direção, uma forma, um óvulo, dão provas suficientes para garantir que UNI é isso: Um, único, sem qualquer espécie de conotação desviante. Agora eu pergunto, se UNI relaciona-se a apenas UM, por que UNISSEX é usado para referir-se a DOIS sexos? Sem querer dar uma de Policarpo Quaresma, não seria mais lógico escrever AMBISSEX, ou coisa que o valha, quando se quiser dizer ambos os sexos? Essa é uma dúvida que me assalta e que não consigo explicar. Alguém se habilita a resolver esse mistério? JAIR, Floripa, 01/12/09.

4 comentários:

Leonel disse...

Meu amigo, o termo UNISEX significa que o objeto é um ÚNICO modelo, servindo para ambos os sexos !

Ou seja, não tem a versão masculina e a feminina!

Talvez pudesse ser NOSEX, pois não tem sexo definido!

Jair disse...

Obrigado Leonel. Tua resposta satisfaz minha curiosidade, mas não sei é gramaticalmente correta.

Maringa disse...

Boa questão, acredito que a explicação do Leonel seja a mais lógica. Uni porque é UM cabeleireiro, que serve ambos os sexos. Talvez... rsrs

R. R. Barcellos disse...

Leonel tá certo. Afinal, se todo mundo tivesse 9 dicionários e obedecesse à grafia oficial, o pedante e senhorial "Vossa Mercê" jamais teria evoluído para o simpático e popular "Você". Não se incomode em atropelar o vernáculo de vez em quando... isso não mata a flor; pelo contrário, é adubo deitado em suas raízes que ela aceitará ou rejeitará, conforme for. Afinal, é uma língua viva.