terça-feira, 10 de julho de 2012

De volta ao passado


John DeLorean fundou a DeLorean Motor Company em Detroit, Michigan em 24 de outubro de 1975. Ele já era bem conhecido na indústria automobilística como um engenheiro capaz, inovador de negócios, e a pessoa mais jovem a se tornar um executivo da General Motors. John era um empreendedor sem grana, então o dinheiro para o empreendimento viera parcialmente de um programa inovador no qual os clientes adquiriam o carro “na confiança” é só o receberiam quando a empresa estivesse produzindo. Neste caso os compradores se tornavam acionistas da empresa.
DeLorean também buscou incentivos fiscais e ajuda econômica de várias organizações governamentais e privadas para pagar a construção das instalações da sua fábrica. Para obter esse subsídio, construiu sua primeira planta industrial em uma região onde o desemprego era particularmente cruel devido à desativação de outras fábricas de automóveis por causa da importação de carros melhores e mais baratos oriundos do Japão. Além disso, contou com alguns figurões de Hollywood que acreditaram em seu projeto, e convenceu o governo britânico que entrou com U$ 120 milhões dos U$ 200 milhões dos custos iniciais.
A ousadia de John levou-o a construir o primeiro carro com carroceria de aço inoxidável da história. O modelo que produziu - DeLorean DMC-12 carro esportivo com portas asa de gaivota, - ficou imortalizado pela trilogia “De volta para o futuro” de Spielberg, onde o carro ganhou fama mundial como uma máquina do tempo inventada e operada pelo excêntrico cientista Doctor Emmett L. Brown, (Christopher Lloyd), embora a empresa houvesse deixado de existir antes de o primeiro filme ser lançado. Em 1982 a DeLorean como empresa entrou em concordata e faliu, para decepção de seus acionistas e consumidores.
Em 1995, uma empresa nova usando o nome "DeLorean Motor Company" adquiriu o estoque de peças remanescente e o logotipo estilizado "DMC" da DeLorean original. A atual DeLorean localizada perto de Houston não é, e nunca foi associada com a empresa original, mas dá assistência técnica aos proprietários dos antigos veículos DeLorean.
Embora os novos DeLorean incorporem todas as tecnologias mais recentes aos seus modelos, o que se fez foi uma transcendental volta ao passado, pois o designe inovador e a ousadia da carroceria em aço inox escovado tornou os DeLorean originais ícones da indústria automotiva que jamais foram superados. Hoje os modelos clássicos usados podem ser encontrados em saites de vendas dos EUA por algo em torno de trinta mil dólares. JAIR, Canoas, 09/07/2012.

6 comentários:

Attico CHASSOT disse...

Meu caro colega de blogares,
primeiro uma pergunta: estás em Canoas, RS?
Certamente em visita à FAB e vendo a praça do avião!
Sei distinguir um automóvel de uma carruagem, mesmo que ambos tenham o mesmo protótipo.
Entre estes pouco distingo, mas pela descrição que fazes acho que o que eu tenho não é um DeLorean.
Obrigado pela descrição

attico chassot
http://mestrechassot.blogspot.com

R. R. Barcellos disse...

A DeLorean, assim como a Mercedes, a Porsche, a Lamborghini, a Rolls-Royce, a Ferrari e tantas outras buscaram impor-se num mercado milionário por um "design" sofisticado aliado ao desempenho e ao conforto - deixando em segundo plano a segurança e a confiabilidade, nas primeiras abordagens. Sobreviveram as marcas que podiam sustentar-se pela venda paralela de veículos mais populares. As que não tinham essa válvula de escape - como a DeLorean - faliram ou foram absorvidas por outras.
Belo post. Abraços.

Leonel disse...

Canoas, Tchê???
Não vais te perder por aí...
A ideia do DeLorean era produzir um carro americano de série limitada, sofisticado como os europeus Ferrari, Lamborghini, Porsche ou Mercedes.
Eu me lembro de ter lido sobre ele numa antiga QUATRO RODAS...
Sugestão: estou aguardando o seu artigo sobre o lendário Mercedes C-111!
Abração, Jair!

Lu Nogfer disse...

Ola Jair!

Quanta sofisticaçao hein!Porém ha ícones que jamais são superados!

Meu esposo vai amar ler o seu post!Um assunto que ele adora!rs

E o mais curioso nessa minha visita a ti, é a coicidencia do titulo do seu post que bateu com o título do meu!
Voltei novamente ao passado!

Beijos!

Professor Alexandre disse...

Sou apaixonado por Deloreans desde minha infancia... Considero o automóvel charmoso e futurista!
Adorei o post...

Abraços!

Camila Paulinelli - Aquila Box disse...

Muito legal! Tivemos a oportunidade de vem um em San Diego. Dá vontade de sair da loja dirigindo um. Parabéns pelo texto. Bj