domingo, 30 de junho de 2013

Tornado de fogo



Em 1943, como estratégia para dobrar a espinha dorsal dos nazistas através do massacre da população civil e destruição da indústria de guerra germânica, as forças aliadas, através da RAF e da USAF, estabeleceram bombardear  as mais  importantes cidades alemãs de forma maciça. Assim, Hamburgo foi bombardeada por mais de 1600 bombardeiros em  03 março daquele ano causando a morte de mais de 50.000 civis.
O bombardeio criou o que se convencionou chamar de tempestade de fogo, um incêndio de proporções gigantescas e que se auto alimenta porque funciona com um imenso aspirador que suga absolutamente tudo – inclusive pessoas - que se encontra num raio de até três quilômetros. No centro desse colossal maçarico o fogo chega a mais de mil e quinhentos graus, queimando tudo que for combustível e derretendo a maioria dos metais. Se existir inferno é isso o que mais se aproxima dele aqui na terra. Esses bombardeios e os incêndios infernais que causaram, continuam conhecidos como um dos piores exemplos de sacrifício civil provocado por bombardeio estratégico, ocupando lugar de destaque entre as causes célèbres morais da Segunda Guerra.
Agora no mês de maio deste ano, um evento raro perto do Uluru, imenso bloco de arenito rosa no interior desértico da Austrália: Um cineasta perplexo testemunhou e filmou um dos mais raros fenômenos da natureza. Um tornado composto inteiramente de fogo, tal qual a tempestade de fogo causada em Hamburgo pelos bombardeios, só que neste caso, ao contrário do incêndio causado pelo homem, tem causas naturais conhecidas. Chris Tangey tinha saído de Alice Springs, para captar cenas para um novo filme. Depois de terminar a tarefa, ele se aproximou para ajudar os trabalhadores em uma estação de gado, quando foi confrontado por um dos espetáculos mais intimidantes da natureza, e algo que ele jamais imaginara encontrar.
Um tornado de fogo, também conhecido como um demônio de fogo, é causado quando uma coluna de quente, ar ascendente entra em contato com um foco de incêndio no chão.
Estes tornados de fogo são uma raridade natural, mas quando eles ocorrem, previsivelmente costumam causar danos significativos. Esses redemoinhos de fogo são conhecidos por durar cerca de poucos minutos nessas ocasiões muito raras que eles ocorrem. Mas o Sr. Tangey encontrou-se hipnotizada pelo tornado por mais de 40 minutos. Declaração do cineasta que 52 anos: O ar estava perfeitamente imóvel, não havia vento espécie alguma, a temperatura era cerca de 25 graus Celsius, um dia totalmente sem novidades. Nada predizia que algo interessante ou inusitado ocorresse, então, de repente, um dos vaqueiros está gritando: 'Que diabos é isso?', E eu me virei e vi uma coluna de fogo espiralada em forma de tornado de uns 30 metros de altura. Eu estava a cerca de 300 metros de distância e não havia vento, mas o furacão estrondou como um caça a jato. Meu queixo caiu. Mr Tangey, que dirige Alice Springs Film and Television, no centro da Austrália, descreveu-o como "dez vidas de experiência de uma vez só".
Felizmente, o tornado de fogo ocorreu no remoto interior australiano, e não houve registro de quaisquer vítimas. Ele acrescentou: Eu tenho filmado no interior por 23 anos, e nunca havia visto nada parecido. Nós já ouvimos falar sobre eles, mas eles se parecem com entidades fantasmas nunca são vistos. Se eu soubesse o que estava prestes a acontecer, eu teria pago alegremente US$ 1.000 para vê-lo. A qualquer momento, havia três tornados diferentes, só ficava indo e indo por cerca de 40 minutos. Toda a experiência foi surpreendente, e o tamanho e a variedade eram surpreendentes. Previsivelmente, estes espetáculos raros são extremamente perigosos.
Em 1923, um tornado de fogo surgiu no Japão durante o grande terremoto de Kanto, e matou 38 mil pessoas em apenas 15 minutos. JAIR, Floripa, 08/06/13.

6 comentários:

R. R. Barcellos disse...

Possivelmente um fenômeno desses está relatado na Bíblia como a "coluna de fogo" que bloqueou o avanço do exército egípcio sobre o povo judeu.

Abraços.

Leonel disse...

Espero nunca ter a sorte de ver um troço destes, que ninguém sabe para onde pode ir!
Quanto à Hamburgo, se os vencedores da guerra fossem os alemães, sem dúvida o marechal-de-ar Sir "bomber" Harris teria ido para um tribunal de guerra, julgado e condenado à morte, como foi Göering, ministro do ar do Reich.
Muito curioso este continente chamado Oceania!

Joel disse...

Até então, jamais havia ouvido falar em tal fenômeno.
Abraços.

Suzy Rhoden disse...

Uau, que coisa interessante ver de perto, e inesperadamente, um espetáculo da natureza desse porte! Naturalmente, a cena seria melhor apreciada se não fosse tão assustadora!

Um abraço, para este amigo 'que pensa' e compartilha conosco seus inteligentes pensamentos!

Tais Luso disse...

Tão lindo quanto assustador! Todas as manifestações da natureza mostram sua superioridade, mostra o quanto não somos nada. Só servimos para destruir.
Mas não faço muita questão de vê-las ao vivo e a cores...

Abraços!

ॐ Shirley ॐ disse...

Bom é ver nas fotos. Tomara nunca aconteça por aqui. O homem nada pode fazer contra as leis da natureza. Beijos!