sábado, 20 de março de 2010

CALENDÁRIO DE ÁRVORES REGISTRA A HISTÓRIA

Tronco cortado mostrando a sequência de anéis.

Dendrocronologia é o nome da ciência que se vale do crescimento irregular das árvores para determinar a idade de coisas e eventos. Por exemplo, podemos usar um relógio de anéis de árvores para datar um pedaço de madeira que foi usado na construção de uma casa pioneira, nos primeiros povoamentos efetuados pelos colonizadores portugueses, com precisão de poucos anos.
Primeiro, como sabemos, é possível calcular a idade de uma árvore recém-cortada contando-se os anéis em seu tronco, com a suposição que o anel externo é o mais recente
, representa o tempo atual. Os anéis retratam o crescimento irregular nas diversas estações do ano – inverno, verão, estação seca, estação chuvosa – e são mais pronunciados nas latitudes maiores, onde as estações são mais diferenciadas. Por sorte, não precisamos derrubar a árvore para datá-la. Podemos observar seus anéis sem matá-la, introduzindo uma sonda em seu tronco e extraindo uma amostra do cerne. Contudo, apenas contado os anéis de uma viga, não é possível dizer quando a casa, a ponte ou navio no qual foi usada a madeira foi construído, ou quando a árvore foi derrubada. Se quisermos usar esse precioso relógio natural, devemos ser mais sutis: não apenas contar os anéis, mas analisar o padrão de anéis grossos e finos.
Assim como a existência dos anéis indica crescimento anual, também existem anos piores e melhores, pois as manifestações climáticas variam de ano para ano. O El-ninho, erupções vulcânicas de monta como a do Pinatubo em 1991, invernos rigorosos ou verões muito quentes, fazem com que o crescimento retarde ou acelere. Anos bons, do ponto de vista da árvore, produzem anéis mais robustos que anos ruins. É o padrão de anéis largos e estreitos em uma dada região, causado por uma sequência específica de bons e maus anos, que se tornam uma marca registrada, - uma espécie de impressão digital que rotula os anos exatos que os anéis se formaram.
Os dendrocronologistas medem anéis em árvores recentes, nas quais a data exata de cada anel é conhecida contando-se para trás a partir do ano em que se sabe que a árvore foi abatida. A partir dessas medições, eles constroem uma coleção referencial de anéis, - uma espécie de dendroteca - e com ela é possível comparar os padrões de anéis de uma amostra arqueológica de madeira cuja idade se quer conhecer. A coisa é mais ou menos assim: “Esta viga usada na construção da feitoria de Ubatuba contém uma sequência própria de anéis que se equipara a uma sequência da coleção de referência, cuja época de abate foi determinada entre os anos de 1532 e 1537. Portanto, supondo-se que a árvore foi abatida para uso imediato, a construção é desse período”.


Encadeamento de anéis que formam a Coleção referencial.
Tudo bem quando se têm uma árvore muito antiga, como as sequóias do Canadá que podem alcançar milênios. Mas quando não temos árvores assim, como é caso da maioria das vezes? Daí, o jeito é encontrar uma série de coincidências de anéis representativos. Para usar o princípio da coincidência, os estudiosos do assunto usam os padrões conhecidos pela análise de árvores modernas e comparam os padrões mais antigos dessas árvores com os padrões mais jovens de árvores mortas há muito tempo. Encontradas as coincidências, identificam-se os padrões mais antigos dessas árvores antigas e procuram-se coincidências em anéis jovens de árvores mais antigas ainda, de modo a formar uma “corrente” de árvores cada vez mais velhas. E assim por diante. Teoricamente, poderíamos prosseguir essa sequência de encadeamento retrocessivo por milhões de anos usando florestas petrificadas, embora na prática a dendrocronologia só seja usada em escalas de tempo de alguns milhares de anos. Essa escala mais ampla não pode ser usada porque não dispomos de florestas petrificadas para formar uma série ininterrupta. Até o momento só é possível estabelecer um sequência completa até 11500 anos.
Esse calendário vegetal não é o único meio que a ciência dispõe para medir a idade das coisas, como escrevi no texto anterior, o decaimento radioativo é um relógio muito confiável quando se trata de datação de até muitos milhões de anos. JAIR, Floripa, 20/03/10.

8 comentários:

angela disse...

Interessante Jair, gostei de saber.
beijos

Leonel disse...

Muito bom, Jair, acredito que você vai falar também de um método para datação de rochas.
Acho que tem um tal chamado argônio-potássio...
Não sei bem se é esse o que data rochas ou se é outra alternativa para o método do C14.
De qualquer modo, a sequência de matérias está ótima.
Eu li em algum lugar uma piada onde duas senhoras falavam com ceticismo sobre a ciência.
Diz uma delas:"Como eles podem saber os nomes de todos estes dinossauros, se eles já foram extintos há tanto tempo?"

J. Carlos disse...

Toda vez que visito este blog me deparo com assuntos interessantes tratados com intimidade de quem sabe das coisas, parabéns.

Aurelio MC Gomes disse...

Um dia especial - 20 de Março 'Dia do Blogueiro'

Tem um selo para você parabéns para você querido Blogueiro - 20 de Março 'Dia do Blogueiro, nosso dia'

link: http://aureliomcgomes.blogspot.com/2010/03/parabens-todos-os-blogueiros-20-de.html

"ou clique aqui -> Post - 20 de Março 'Dia do Blogueiro'"

Amo ler seus comentários e tenho prazer em responde-los

"clique aqui http://aureliomcgomes.blogspot.com/"

Fique na paz do Senhor
Será um prazer ler seus comentários,
Faça um Blogueiro mais feliz, COMENTE!

Atenciosamente,
"Aurelio MC Gomes - Blog Eu Sou o Mensageiro!"

Aurelio MC Gomes disse...

ESTOU SEGUINDO O SEU BLOG.
Conto com você. Seja um seguidor, deixe seu COMENTARIO. Sei que posso contar com seu apoio! Link: http://aureliomcgomes.blogspot.com/ ESTOU SEGUINDO O SEU BLOG.

Quero ser seguidor de todos os meus amigos, quero também ser seguido por todos eles.

Esta campanha é o que há de melhor para que todos tenham bastante seguidores, isto produzirá uma movimentação muito grande entre os Blogueiros, produzirá também, crescimento, interação e troca de experiências e também visibilidade, mãos a obra, eu sigo você e você me segue. Que o Senhor Jesus Cristo seja honrado e engrandecido em tudo, abraços.

Titulo do blog: "Blog Eu Sou o Mensageiro!"

Endereço: "http://aureliomcgomes.blogspot.com/"

VISITE DEIXE SEU COMENTARIO E SUGESTÕES.

CAMPANHA FAÇA UM BLOGUEIRO FELIZ,COMENTE.

RETRIBUA OS COMENTARIOS RECEBIDOS.

R. R. Barcellos disse...

Excelente resumo, Jair.
texto escorreito, fácil de ler, mas sem deixar nada de fora. Parabéns.

Voluzia disse...

Excelente, mais um texto que esclarece e é bem escrito. Parabéns.

Adri disse...

Que legal seria visitar uma sequóia....